1 de ago de 2011

   E cada vez, que procuro saber como você está, acabo me machucado mais. Saber qe você está bem sem mim, qe tudo o que vivemos juntos é passado para você, que vc nem liga se eu estou bem ou não, qe eu ja não estou mais dentro do seu coração.
    A se eu pudesse ao menos ouvir sua voz, pela ultima vez, dar aquele abraço apertado durante minutos , fazer planos para o futuro , ler todos os seus poemas , fazer juras de amor eterno.
  Eu ainda não entendo o que acontece com nosso amor, nossa amizade, tudo o que vivemos , pra você pode não ter sido nada mais pra mim foi e será uma vida inteira de lembranças...
                por mais que você não me ame, eu te amarei eternamente
,
 M arih
quando você decide esquecer o que foi ate hoje sua razão para viver, deixa parte da sua vida pra trais, recomeçar...encontrar uma nova razão para viver, você fica com medo de amar novamente por que você se machucou de mais, so de falar no amor seu corpo se arrepia e você logo pensa em traição separação ilusão.. pois é assim  que eu me sinto em imaginar q um dia você vai querer ir,sabendo qe eu preciso de você aqui, vai ser  insuportável a dor ...


Quantas vezes você jurou não chorar por ele
Quantas vezes você jurou esquece-lo
Quantas vezes você escutou aquela musica achando que não se lembraria
Quantas vezes você leu aquele poema que ele fez e chorou
Quantas vezes tudo que você queria era dizer um simples "oi"
Quantas vezes passando ao lado dele você virou o rosto para fingir indiferença
Quantos sonhos
Quantos planos
Quantas promessas
Quantas duvidas
Quanta dor
sofrimento
tempo desperdiçado
palavras banais ditas
sentimenntos negados
amor desperdiçado
lagrimas
esperança
A cada dia que eu acordo e lembro que você não faz mais parte da minha 'vida' deixo de vive-la , se é que um dia a vivi
Pois tudo que fiz foi pra ter você , entreguei-me toda a ti dei meu coração somente a ti desejei só a ti ...
Aquela lágrima que teima em cair,
A alma que dói com o amor,
A vontade que não há em sorrir,
Um coração que clama em seu favor!

A vontade de gritar e não conseguir,
A vontade que tenho de estar contigo sem poder.
Querer fugir e não querer.
Lembrar-me de ti, mas tencionar-te esquecer.

Lágrimas que caem dentro de mim,
Rios, mares sem fim,
Dor que consome o meu ser,
Dor que não suporto sofrer.

Hoje eu parei pra recordar o passado e lembrei de você, o quanto eu fui apaixonada por você . Os planos que cercavam a nossa cabeça todo dia, os sonhos que sonhavamos juntos, os sonhos que tinha contigo e os que você tinha comigo, lembrei de cada pensamento, lembrei de cada palavra, como se estivesse falado nesse exato momento , lembro do jeito meigo e carinhoso como me tratavas, lembro dos abraços, de como você fazia de tudo para ficar perto de mim, sem que ninguém percebesse a nossa conecção, sem que ninguém notasse nossas trocas de olhares, lembrei de como era bom olhar nos teus olhos, de como eles me traziam paz e esperança, de quanto eles demonstravam amor pr mim, lembro que se passaram anos até nos declaramos um pro outro, e eu não esperava, no meio de tantas garotas que te cercavam você escolheu a mim, a ovelha negra, a quietinha, a que sempre te olhava sem você perceber, lembrei do nosso primeiro abraço, lembrei que como a gente sempre se cumprimentou, aquele comprimento meio distante e tímido, eu queria ter percebido antes, eu queria estar com você agora, você me fazia bem, você me faz bem, quando eu tenho problemas, quando eu estou mal penso em ti, pois sei que você me abraçaria e me levaria pra longe somente parar esquecer aquilo tudo, e lembrando disso tudo lembrei que ainda que mesmo ao passar esse tempo eu ainda te amo 
É  engraçado como as coisas mudam, parece que foi ontem que eu não conseguia parar de chorar por ele,e hoje tudo passa na minha mente como se fosse um filme. Me emociono em lembrar,mas não me dói mais. E eu que pensei que ia morrer com isso. Mas não, não morri, pelo contrário, me deu mais vontade de viver ainda. Eu percebi que realmente nada é pra sempre, nem a maior dor do mundo é pra sempre. Eu suporto viver sem a minha mãe, porque eu não conseguiria viver sem ele? Eu sofri, chorei, morri dentro de mim, mas o tempo passou e eu, assim como uma fenix renasci das cinzas. Eu não to feliz, eu to bem, to bem comigo mesma, to bem com a vida. Dizer que eu sou feliz seria muita pretenção minha porque eu vivo de momentos, de felicidade e de tristeza. Não vou dizer que eu esqueçi porque de um jeito de outro ,ninguém esqueçe ninguém, principalmente alguém que te fez tão feliz e te fez sofrer tanto. Mas eu só lembro, lembro dos momentos bons, e dos ruins também, afinal foi com eles que eu aprendi a ver o real sentido das coisas. Eu senti todos os sentimentos possíveis: amor, raiva, medo, vergonha, 
orgulho, inveja, ciume, alegria, insegurança. Você me mostrou o bem e o mal, a alegria e a tristeza, o AMOR e o ÓDIO. E sinceramente,eu te agradeço por isso. Hoje eu posso me sentir mulher, depois de tanto sofrimento, tanto amor, eu amadureci. Eu aprendi muito com tudo isso, eu cresci com tudo isso. Nem todo mundo é feliz, nem tudo são flores. Nem todos os momentos são de alegria. Agente aprende com a dor o que a felicidade não pode ensinar. Eu não vou ser feliz o tempo todo, mas também não vou sofrer o tempo todo. Com tudo que eu passei eu aprendi a diferenciar os sentimentos, aprendi a VIVER. Afinal, quem conhece o verdadeiro sorriso, sabe que nem todo palhaço é feliz
Uma vez me disseram que quanto maior a altura, maior a queda. Você sabe, essa coisa toda de estar apaixonado, ou sonhar com algo mais do que qualquer coisa, e aí você se sente nas nuvens, sobrevoando uma cidade e vendo tudo de cima. 
A esperança faz isso com você. 
Te faz voar, mas se você está voando significa que um dia você vai cair… 
A questão não é o simples ato de cair, mas…
Você tem medo de altura?Que dizer, todos nós caímos uma vez na vida. Uma, duas, três, quatro, dezenas, centenas de vezes. 
Cair faz parte da vida, cair consiste em aprender com seus erros. Mas o maior problema não é cair e sim como você reage à isso. 
Algumas pessoas caem, choram, mas levantam quase que imediatamente, prontas pra sonhar de novo. Outras entram em depressão. Passam horas chorando, se fecham para o mundo, não querem mais saber de nada e desistem de viver.
 Porque quando você cai dói, machuca, arranha, sangra. Mas fazer o quê? É a vida! E a única saída é levantar (…) e tentar voar de novo. 
Por mais que o baque machuque, todos nós temos que admitir que não há nada melhor que a sensação de estar flutuando, sentir-se leve, feliz. 
Mesmo que por pouco tempo. Mas muitos deixam de sonhar, se apaixonar e voar porque sentem medo de cair. Quer um conselho? Voe! Voe o mais alto que puder. 
Voa até que você tenha a certeza que não dá pra voar mais alto.
Voe o bastante pra, quando você cair, machucar. E vai machucar, vai doer, você vai chorar, mas vai passar. E aí você vai poder dizer, com um sorriso de vitória no rosto, que fez o que pôde, o que esteve ao seu alcance, e que não conseguiria fazer melhor. 
E voe novamente. A cada vez que você voa, você aprende algo novo. (…)
A força do vento, a intensidade da queda, a sensação de liberdade, o caminho certo entre as nuvens, um jeito pra cair mais suavemente sem se machucar tanto; Não importa. Você nunca cai apenas por cair. 
Cai pra tirar alguma lição disso. E quando você cai, você pega mais impulso pra voar mais alto da próxima vez.
Mas nunca se esqueça que você ainda corre o risco de cair novamente. É sempre assim.
Mas quer saber? Pense assim: Eu fiz. Pense que fez o que tinha que fazer enquanto podia fazer. Não se arrependa das vezes que caiu, mas sim das vezes que deixou de voar por medo de sentir a dor de uma queda…
Agora eu te pergunto, você tem medo de altura?