8 de mar de 2012


Tantas coisas que eu guardei pra mim, tantas opiniões, tantas dúvidas, tantos medos, tantas complicações, tantos segredos. Tantas coisas que eu deixei que ficassem só dentro de mim, que apenas eu sei e ninguém nunca saberá. Aqueles sentimentos impróprios, aquelas atitudes idiotas e feitas sem antes pensar, aquelas criticas, aquelas opiniões erradas sobre pessoas que eu odeio ou até que eu ame, aquelas duvidas que só eu sei, que só eu consigo entender, aqueles medos que são os maiores e as vezes os mais ridículos, aqueles pensamentos idiotas e imprestáveis, mas que nos ajudam a seguir em frente. Coisas que ninguém soube e que ninguém nunca saberá. As pessoas dizem que eu sou aberta demais, que as vezes eu falo de mais o que eu penso e expresso muito meus sentimentos, mas na verdade elas não sabem nem a metade do que eu sou, do que eu penso e dos sentimentos que eu tenho. Tem uma parte minha que apenas eu conheço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário